Segundo as estatísticas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), O investimento captado através dos Vistos Gold teve uma queda de 17,8% em Abril, face a igual mês de 2018, para 52,2 milhões de Euros.  Contudo, subiu 8% em comparação ao mês de Março.

O investimento proveniente de Autorização de Residência para Atividade de Investimento (ARI) totalizou 52.288.163,23 Euros em Abril, o que representa uma redução de 17,8% face a igual mês de 2018. Grande parte do total do investimento alcançado em Abril (49.088.163,23 Euros), corresponde à concessão de Vistos Gold mediante o critério da aquisição de bens imóveis. Enquanto que os restantes 3.200.000 Euros respondem ao requisito da transferência de capitais.

Assim, em Abril foram atribuídos 92 ARI, entre os quais 89 resultaram da compra de bens imóveis e 3 da transferência de capital. Destacam-se ainda, 15 vistos concedidos com a compra de imóveis, cuja atribuição teve como finalidade a reabilitação urbana.

Numa analise dos quatro primeiros meses de 2019, o montante angariado pelos Vistos Gold atingiu os 249,1 milhões de Euros, menos 30% em relação ao período homólogo de 2018.

Desde 2012, os Vistos Gold já contabilizam 4,4 mil milhões de Euros em investimento

Lançado em Outubro de 2012, o programa ARI já acumulou até abril 4.498.944.955,86 Euros de investimento, totalizando 4.073.062.563,43 euros só com a aquisição de imóveis. Dos 6.968 vistos “dourados” atribuídos através da compra de imóveis, 312 tinham como objetivo a reabilitação urbana.

No espaço de sete anos e para resumir o percurso dos Golden Visa em Portugal, os cidadãos estrangeiros investiram no total cerca de 4,4 mil milhões de Euros, sobretudo no setor imobiliário. O Estado arrecadou 167 milhões em taxas só com a emissão e renovação dos Vistos Gold. Trata-se em média, de 24 milhões de Euros por ano, que resultaram da atribuição de mais de 19 mil Vistos Gold emitidos e de mais de 17 mil renovações.

Em termos concretos, a emissão de cada visto custa 5.324,6 Euros, a qual acresce uma taxa de 532,7 Euros que corresponde à análise do pedido. A renovação do título custa 2.662,3 Euros, acrescidos da mesma taxa.

Desde a criação deste produto para a captação de investimento, já foram atribuídos 7.383 ARI: dois em 2012, 494 em 2013, 1.526 em 2014, 766 em 2015, 1.414 em 2016, 1.351 em 2017, 1.409 em 2018 e 421 em 2019. A China é o país que lidera os pedidos de atribuição de vistos (4.211), seguida do Brasil (722), Turquia (336), África do Sul (291) e Rússia (258).